change-ticket large-box large-mobile large-passbook large-pinch large-print label-chaise-long label-companion label-dbox label-love label-mobility-reduced label-obese label-semi-vip label-simple FDE0836C-62E2-4FE2-9627-224E5D09CF46 label-wheelchair 3-d-glasses alert arrow-down-1 42F200F8-EADE-42AC-9F09-63615B046702 arrow-left-1 arrow-left-2 arrow-right-1 arrow-right-2 arrow-top-1 arrow-top-2 barcode box-office calendar card chaise-long check city clock clock2 companion crown dbox error exit-door faq filter-2 filter flag-of-who form gift gps 8F95929F-BF51-4602-9B38-0956AF800196 labels less-1 less-2 lock love-full love mail-1 E1B8B11F-4B4B-470A-A625-5A5E6161DA9F mobility-reduced movie obese phone play-2-full play-2 C39DFE03-7BA4-4A27-AE11-5F9B4CB1B821 plus-1 plus-2 plus-3 popcorn EF6D907C-842F-4839-899E-FBD70ECB9793 profile promo quit-1 quit-2 reload search 55731A1E-C66C-4ACA-A87E-86B005FC1E40 H6 seat semi-vip share-2 share E5394C53-A4D3-4427-BA97-D84E06370556 smartphone-2 smartphone special-price star-full star synopsis tag 02ACFF18-16DD-4AE4-82FC-1374B6A3DA11 1E3D5D04-79F1-4C0B-8600-56EFA4C3AEAE ticket timer 232FE519-7B6E-4413-8721-5B9185FB6869 total-1 total-2 trash 53406097-C21A-4011-94DE-2E73216CF259 53406097-C21A-4011-94DE-2E73216CF259 wheelchair 151C4C14-B7C0-4191-8D6F-0C32C8C3D173 355FB39A-331A-4BCE-A863-35EF46028F9B zoomin zoomout payment-amex Apple_Pay_Payment_Mark payment-aura payment-bb-debit g10 payment-caixa payment-card payment-cvv payment-diners payment-discover payment-elo payment-gpay payment-hipercard payment-inter-debit payment-itau payment-jcb payment-mastercard payment-masterpass-2 payment-masterpass payment-next payment-nubank payment-passbook payment-paypal-branco payment-paypal payment-visa payment-visacheckout payment-visalogo-branco 6FC71F2B-4B51-469E-A1D3-F7925F986ADF 76694A84-E473-4235-8811-E7A10CB0522C 73536C20-1FA2-453C-8095-7ECBD021C855 alert-drivein EFAE1B02-8A5E-45D9-A4C1-0187C71EB4CE E8DBB542-CB2E-4B87-9E42-10D723530A75 09B848F2-0CC1-4B2A-AF8A-8ECBFBA2E15F AA8BA63C-C149-453A-BD2E-7F099516342E alert-local 7ED54ADD-309F-4E10-8602-FD776A3875EB 4419C3EC-EB49-41F4-BC00-E2AFD009263F F4F5CB75-BB9C-4F60-BBDA-C62522AD7E80 E2132172-ED58-4C64-9EBC-6E7DB3143E37 googleplus-small social-facebook social-instagram social-linkedin social-youtube twitter-small 9D362291-1125-4457-8F64-8A8BA80AFB56 badge-prevention ! bag barrier Layer 1 ! care combo 809A0929-89DE-494F-A3C8-60BC665A595B glove hygiene mask maximun more-i-os prevention ! 1559CFC3-08DE-4746-A9CC-514E08C74EE5 CBD6D194-2585-4B7F-BA4F-0CDCA381BA3C reduced-capicity E224D7B6-A091-4919-82BB-03E25F0AE4E5 seat-distancing seat-map H6 self-service 3B0DB1CC-732E-48A7-A7AE-64BC0CEC6ECF spray tag-replay REEXIBIÇÃO AA5354A2-344C-4656-BE8A-89274DD62245 loading2 logo-small logo-tudus logo-universal logo2 logo_statum no-session aCreated with Sketch. novaui-card novaui-cinemas novaui-destaque novaui-eventos novaui-facebook novaui-filmes novaui-instagram novaui-linkedin Icon / Simple / News novaui-profile novaui-question novaui-recent novaui-youtube E872A65E-2F7B-430E-A43B-2E3F2A9F47CC

AMP

Ranking de filmes do 007: Qual é o melhor James Bond de todos os tempos?

Classificamos os 24 longas já lançados, de acordo com a opinião da crítica


O novo filme do agente secreto mais popular do planeta, 007 - Sem Tempo Para Morrer, ainda não chegou aos cinemas, mas já virou sinônimo de nostalgia para os fãs do espião. O sentimento se relaciona com a despedida de Daniel Craig, já que o filme marca sua última aparição no papel de James Bond.

Embora Craig tenha se tornado um dos mais queridos intérpretes do personagem, o agente já foi vivido por diversos atores consagrados ao longo dos anos - na saga original, foram seis, até hoje: Sean Connery, George Lazenby, Roger Moore, Timothy Dalton, Pierce Brosnan e o atual, Daniel Craig.

Em 59 anos de história, a franquia 007 é uma das mais duradouras do cinema. Sem Tempo Para Morrer é o 25º filme da saga, e estreia nos cinemas no dia 30 de setembro. Os ingressos para o longa já estão disponíveis na nossa pré-venda - garanta o melhor lugar na sessão através do nosso site ou app.

Para relembrarmos todos os filmes do espião, e como forma de celebrar as quase seis décadas de sucesso nos cinemas, reunimos os 24 filmes já lançados da saga em um ranking*, de acordo com a nota dos críticos do Rotten Tomatoes.

Aparecendo nas telonas pela primeira vez em 1962, a dúvida que persegue os fãs de 007 é: Qual é o melhor James Bond de todos os tempos? Confira a nossa lista e descubra!

*neste artigo, não consideramos apenas a porcentagem para ranquear as produções - quantidade de críticas e relevância dos avaliadores são critérios de desempate.

#24 | 007 NA MIRA DOS ASSASSINOS (1985)

Sinopse: Depois de recuperar um microchip do corpo de um colega falecido na Rússia, o agente secreto britânico James Bond (Roger Moore) descobre que a tecnologia tem potencial para propósitos sinistros. Mergulhando na investigação, Bond é levado a Max Zorin (Christopher Walken), o chefe das Indústrias Zorin. O Agente 007 precisa enfrentar o vilão Zorin e seu guarda-costas, May Day (Grace Jones), que planejam causar uma destruição sem precedentes.

Consenso da crítica: Absurdo até mesmo para os padrões de James Bond, 007 Na Mira dos Assassinos tem o peso de piadas exageradas e uma notável falta de energia.

#23 | 007 CONTRA O HOMEM COM A PISTOLA DE OURO (1974)

Sinopse: O agente do governo James Bond (Roger Moore) procura por uma invenção roubada que pode transformar a energia solar em uma arma destrutiva. Seu caminho se cruza com o do ameaçador Francisco Scaramanga (Christopher Lee), um assassino habilidoso. O espião decide unir forças com Mary Goodnight (Britt Ekland), e a dupla segue Scaramanga até um esconderijo em uma ilha tropical. Lá, o vilão acaba atraindo o agente secreto para um labirinto mortal.

Consenso da crítica: Um filme de Bond mediano, 007 Contra o Homem com a Pistola de Ouro sofre de diálogos carregados de duplo sentido, uma notável falta de dispositivos e um vilão que ofusca o agente secreto.

#22 | 007 CONTRA OCTOPUSSY (1983)

Sinopse: Desta vez, James Bond (Roger Moore) é encarregado de investigar a morte do agente 009, na então Alemanha Oriental. As pistas o levam à Índia, e lá ele encontra uma mulher enigmática que opera uma rede de contrabando, sob a inteligente fachada de um circo itinerante.

Consenso da crítica: Apesar de algumas sequências de ação eletrizantes, 007 Contra Octopussy é uma apresentação de Bond estereotipada e anacrônica.

#21 | 007 - O MUNDO NÃO É O BASTANTE (1999)

Sinopse: James Bond (Pierce Brosnan) deve resolver um conflito internacional por poder, o qual coloca o suprimento mundial de petróleo em risco. Ele é escolhido para proteger Elektra King (Sophie Marceau), filha de um magnata do petróleo que foi assassinado. O vilão é Renard (Robert Carlyle), que tem uma bala alojada em seu cérebro, condição que o torna incapaz de sentir dor.

Consenso da crítica: Atormentado por uma escrita medíocre, atuação irregular e um enredo bastante baseado em números, 007 - O Mundo Não é o Bastante é parcialmente salvo por algumas sequências de ação divertidas e verdadeiramente dignas de Bond.

#20 | 007 - O AMANHÃ NUNCA MORRE (1997)

Sinopse: O magnata Elliot Carver (Jonathan Pryce) quer que seu império midiático alcance todos os países do globo, mas o governo chinês não permitirá que ele se estabeleça por lá. Carver é incapaz de aceitar um “não” como resposta, e planeja usar sua influência para alimentar as os conflitos entre Ocidente e China. Felizmente, James Bond (Pierce Brosnan) está atrás do vilão, e viaja para a China para detê-lo, contando a ajuda da agente Wai Lin (Michelle Yeoh).

Consenso da crítica: Um bom filme da franquia, 007 - O Amanhã Nunca Morre pode não ostentar o enredo mais original, mas suas sequências de ação são genuinamente emocionantes.

#19 | 007 - UM NOVO DIA PARA MORRER (2002)

Sinopse: James Bond (Pierce Brosnan) é capturado por agentes norte-coreanos e deve cumprir uma dura sentença de prisão. Quando ele finalmente é solto, parece convencido de que alguém em sua própria agência o traiu. Ele foge da custódia e viaja para Cuba, indo atrás de Zao (Rick Yune), o agente que o colocou atrás das grades. Durante a missão, o espião se envolve com Jinx (Halle Berry), agente da NSA, enquanto descobre um esquema arquitetado por Zao e o milionário britânico Graves (Toby Stephens), envolvendo um laser altamente destrutivo.

Consenso da crítica: Sua ação pode ser um pouco exagerada para alguns, mas 007 - Um Novo Dia Para Morrer é ricamente trabalhado e consegue evocar temas icônicos de Bond, clássicos de episódios anteriores da franquia.

#18 | 007 CONTRA O FOGUETE DA MORTE (1979)

Sinopse: O agente 007 (Roger Moore) entra em órbita nesta aventura cheia de ação, passando por Veneza, Rio de Janeiro e claro, pelo espaço sideral. Quando Bond investiga o sequestro de um ônibus espacial americano, ele e a agente da CIA Holly Goodhead (Lois Chiles) se envolvem em um conflito de vida ou morte contra Hugo Drax (Michael Lonsdale), um vilão louco por poder, cujos planos são capazes de dizimar toda a vida na Terra.

Consenso da crítica: Apresentando um dos enredos mais risíveis da série, mas equipado com gadgets de primeira e cenários espetaculares, 007 Contra o Foguete da Morte é ingênuo e divertido.

#17 | 007 - OS DIAMANTES SÃO ETERNOS (1971)

Sinopse: Nesta missão, que investiga atividades misteriosas do mercado mundial de diamantes, 007 (Sean Connery) descobre que um de seus inimigos, Blofeld (Charles Gray), está estocando as joias para usar em seu mortal satélite a laser. Com a ajuda da contrabandista Tiffany Case (Jill St. John), Bond decide deter o vilão, enquanto o destino da humanidade está em jogo.

Consenso da crítica: 007 - Os Diamantes São Eternos é bastante divertido, graças a grandes acrobacias, diálogos espirituosos e à presença de Sean Connery.

#16 | 007 CONTRA SPECTRE (2015)

Sinopse: Uma antiga mensagem criptografada leva James Bond (Daniel Craig) à Cidade do México e a Roma, onde conhece a bela viúva (Monica Bellucci) de um criminoso. Depois de se infiltrar em uma reunião secreta, 007 descobre a existência da sinistra organização SPECTRE. Precisando da ajuda da filha de um velho inimigo, ele embarca em uma missão para encontrá-la. Em sua aventura em direção ao coração de SPECTRE, ele descobre uma conexão arrepiante entre ele e o inimigo (Christoph Waltz) que ele mais procura.

Consenso da crítica: 007 Contra Spectre eleva o James Bond de Daniel Craig a um patamar mais próximo dos anteriores, com um espetáculo glorioso movido a ação, mesmo sendo reconhecidamente dependente da fórmula já estabelecida de 007.

#15 | 007 - QUANTUM OF SOLACE (2008)

Sinopse: Após a morte de Vesper Lynd (Eva Green), James Bond (Daniel Craig) torna sua próxima missão pessoal. A caça aos que chantagearam sua amada o leva ao empresário implacável Dominic Greene (Mathieu Amalric), peça-chave na organização que coagiu Vesper. Bond descobre os planos de Greene, e deve navegar em um campo minado de perigos para conseguir frustrar o vilão.

Consenso da crítica: Brutal e de tirar o fôlego, 007 - Quantum Of Solace entrega emoções ternas aliadas a cenas de ação frenéticas. Porém, vindo logo depois de 007 - Cassino Royale, ainda pode ser um pouco decepcionante.

#14 | COM 007 VIVA E DEIXE MORRER (1973)

Sinopse: Quando Bond (Roger Moore) investiga as mortes de três agentes, ele se torna alvo, fugindo de assassinos enquanto se aproxima do poderoso Kananga (Yaphet Kotto). Conhecido nas ruas como Mr. Big, Kananga está coordenando uma ameaça global, e produzindo toneladas de drogas ilícitas. Enquanto Bond tenta desvendar o plano, ele conhece a cartomante Solitaire (Jane Seymour), cuja magia é crucial para o inimigo do espião.

Consenso da crítica: Embora não seja um dos filmes de Bond mais bem avaliados, Com 007 Viva e Deixe Morrer mostra Roger Moore adicionando sua marca à série, com estilo e senso de humor aprimorados.

#13 | COM 007 SÓ SE VIVE DUAS VEZES (1967)

Sinopse: Durante a Guerra Fria, as espaçonaves americanas e russas desaparecem, deixando cada superpotência acreditando que a outra é a culpada. Enquanto o mundo oscila à beira de uma guerra nuclear, a inteligência britânica descobre que uma das naves pousou no Mar do Japão. Depois de fingir sua própria morte, o agente secreto James Bond (Sean Connery) é enviado para investigar. No Japão, ele é auxiliado por Tiger Tanaka (Tetsuro Tamba) e pela bela Aki (Akiko Wakabayashi), que o ajudam a desvendar uma sinistra conspiração global.

Consenso da crítica: Com locais exóticos, efeitos especiais impressionantes e um vilão central digno, Com 007 só se Vive Duas Vezes supera uma história confusa e implausível, entregando outro filme memorável de James Bond.

#12 | 007 - SOMENTE PARA SEUS OLHOS (1981)

Sinopse: Quando um navio britânico é afundado em águas estrangeiras, as superpotências mundiais iniciam uma corrida para encontrar sua carga: um sistema de controle de submarinos nucleares. Desta vez, 007 (Roger Moore) é lançado em uma de suas aventuras mais fascinantes enquanto corre para se juntar à busca e prevenir, mais uma vez, a devastação global.

Consenso da crítica: 007 - Somente para Seus Olhos troca alguns dos bizarros produtos básicos de Bond por um passeio mais sóbrio, e o resultado é uma aventura satisfatória, embora sem algumas das emoções bombásticas que os fãs podem estar procurando.

#11 | 007 - MARCADO PARA A MORTE (1987)

Sinopse: O agente secreto britânico James Bond (Timothy Dalton) ajuda o oficial da KGB Georgi Koskov (Jeroen Krabbé) a desertar durante uma apresentação sinfônica. Em seu interrogatório, Koskov revela que uma política de assassinato de desertores foi instituída pelo novo chefe da KGB, Leonid Pushkin (John Rhys-Davies). No entanto, à medida que Bond explora essa ameaça, outro evento acontece, envolvendo um obscuro traficante de armas americano (Joe Don Baker) e dois assassinos russos, Necros (Andreas Wisniewski) e Kara Milovy (Maryam d'Abo).

Consenso da crítica: O recém-chegado Timothy Dalton dá vida a James Bond com mais seriedade do que os intérpretes anteriores. O resultado é emocionante e colorido, mas, às vezes, sem humor.

#10 | 007 - PERMISSÃO PARA MATAR (1989)

Sinopse: James Bond (Timothy Dalton) embarca em sua aventura mais ousada, logo após se tornar um renegado e rastrear um dos líderes mais brutais e poderosos do cartel internacional de drogas. Após o assassinato de seu amigo recém-casado, ele está lutando não apenas pelo país e pela justiça, mas por uma vingança pessoal.

Consenso da crítica: 007 - Permissão para Matar é mais sombrio do que muitos outros filmes de Bond, com Timothy Dalton interpretando o personagem com intensidade, mas ainda entrega perseguições sólidas e cenas de luta.

#9 | 007 CONTRA GOLDENEYE (1995)

Sinopse: Um poderoso sistema de satélite cai nas mãos de Alec Trevelyan, também conhecido como Agente 006 (Sean Bean), um ex-aliado que se tornou inimigo. Apenas James Bond (Pierce Brosnan) pode salvar o mundo de uma poderosa arma espacial, capaz de destruir a terra. Enquanto o agente secreto enfrenta seu ex-compatriota, ele também luta contra a aliada de Trevelyan, Xenia Onatopp (Famke Janssen), uma assassina que usa o prazer como sua principal arma.

Consenso da crítica: O primeiro e melhor filme do Bond de Pierce Brosnan, 007 Contra GoldenEye traz a série para um contexto mais moderno, e o resultado é um filme de 007 urbano, cheio de ação e tecnologia avançada.

#8 | 007 - O ESPIÃO QUE ME AMAVA (1977)

Sinopse: Em uma missão mundial, enquanto esquia nas bordas de penhascos e dirige um carro no fundo do mar, o espião britânico James Bond (Roger Moore) se une à agente russa Anya Amasova (Barbara Bach) para derrotar o magnata Karl Stromberg (Curt Jurgens), que ameaça destruir a cidade de Nova Iorque com armas nucleares. Contudo, desta vez, o adversário mais mortal de Bond é o capanga de Stromberg, Jaws (Richard Kiel), um gigante de dois metros com terríveis dentes de aço.

Consenso da crítica: Embora sugira o absurdo que virá em episódios posteriores, o estilo elegante de 007 - O Espião Que Me Amava, os vilões ameaçadores e a sagacidade do protagonista o tornam o melhor filme da era Roger Moore.

#7 | 007 - A SERVIÇO SECRETO DE SUA MAJESTADE (1969)

Sinopse: O agente 007 (George Lazenby) e a aventureira Tracy Di Vicenzo (Diana Rigg) unem forças para combater a organização SPECTRE nos traiçoeiros Alpes Suíços. Enquanto isso, o poderoso líder do grupo, Ernst Stavro Blofeld (Telly Savalas), está armando um de seus maiores esquemas: uma guerra biológica capaz de matar milhões de pessoas.

Consenso da crítica: A única aparição de George Lazenby como 007 é uma bela estreia na série, apresentando uma das Bond girls mais intrigantes - Tracy di Vincenzo (Diana Rigg) -, visuais de tirar o fôlego e ótimas perseguições de esqui.

#6 | 007 CONTRA A CHANTAGEM ATÔMICA (1965)

Sinopse: Liderado pelo mente diabólica de Emilio Largo (Adolfo Celi), o grupo terrorista SPECTRE sequestra duas ogivas de um avião da OTAN e ameaça causar uma destruição nuclear generalizada, com o objetivo de extorquir 100 milhões de libras. James Bond (Sean Connery) é enviado ao covil para recuperar as ogivas, enfrentando ataques subaquáticos de tubarões e homens armados. Ele também deve convencer a encantadora Domino (Claudine Auger), amante de Largo, a se tornar uma aliada em sua missão.

Consenso da crítica: Cenários ricamente renderizados e o charme duradouro de Sean Connery tornam 007 Contra a Chantagem Atômica uma grande e divertida aventura, mesmo que não corresponda à altura dos filmes anteriores da saga.

#5 | 007 - OPERAÇÃO SKYFALL (2012)

Sinopse: Quando a última missão de 007 (Daniel Craig) termina mal, uma reviravolta catastrófica acontece: agentes secretos em todo o mundo são expostos e o MI6 é atacado, forçando M (Judi Dench) a realocar a agência. Com o MI6 comprometido interna e externamente, M recorre ao único homem em quem ela pode confiar: James Bond. Auxiliado apenas por uma agente de campo (Naomie Harris), Bond segue uma trilha até Silva (Javier Bardem), um homem que já cruzou o caminho de M e deseja acertar as contas do passado.

Consenso da crítica: O diretor Sam Mendes traz Bond de volta em um thriller de ação inteligente, sexy e fascinante, que se qualifica como um dos melhores filmes de 007 até hoje.

#4 | 007 - CASSINO ROYALE (2006)

Sinopse: Depois de receber sua licença para matar, o agente do Serviço Secreto britânico James Bond (Daniel Craig) segue para Madagascar, onde descobre uma ligação com Le Chiffre (Mads Mikkelsen), um homem que financia organizações terroristas. Ao saber que Le Chiffre planeja arrecadar dinheiro em um jogo de pôquer de alto risco, o MI6 envia Bond para jogar contra ele, apostando que seu mais novo agente "00" derrubará a organização de seu adversário.

Consenso da crítica: 007 - Cassino Royale descarta a tolice e engenhocas que assolaram as recentes aparições de James Bond, e Daniel Craig oferece o que os fãs e críticos estavam esperando: uma reinvenção explosiva, atormentada e intensa de 007.

#3 | 007 CONTRA O SATÂNICO DR. NO (1962)

Sinopse: No filme que lançou a saga de James Bond, o agente 007 (Sean Connery) enfrenta o misterioso Dr. No, um gênio científico decidido a destruir o programa espacial dos EUA. Quando a contagem regressiva para o desastre se inicia, Bond deve ir para a Jamaica, onde encontra a bela Honey Ryder (Ursula Andress), para enfrentar um vilão megalomaníaco em sua suntuosa sede na ilha.

Consenso da crítica: Apresentando muito humor, ação e emoções escapistas, características pelas quais a série se tornaria conhecida, 007 Contra o Satânico Dr. No dá início à franquia de James Bond com estilo.

#2 | MOSCOU CONTRA 007 (1963)

Sinopse: O agente 007 (Sean Connery) está de volta, desta vez lutando contra uma organização criminosa secreta conhecida como SPECTRE. As russas Rosa Klebb (Lotte Lenya) e Kronsteen estão tentando roubar um dispositivo de decodificação conhecido como Lektor, usando Tatiana (Daniela Bianchi) para atrair Bond como aliado. O espião viaja para encontrar Tatiana em Istambul, onde deve confiar em sua inteligência para escapar com vida de uma série de encontros mortais com seus inimigos.

Consenso da crítica: Moscou Contra 007, o segundo filme de James Bond, é um thriller da Guerra Fria afiado e em ritmo acelerado, que apresenta diversas cenas de ação eletrizantes.

#1 | 007 CONTRA GOLDFINGER (1964)

Sinopse: O agente 007 (Sean Connery) fica cara a cara com Auric Goldfinger (Gert Fröbe), um dos vilões mais notórios de todos os tempos. Para concluir sua missão, ele deve enganar o poderoso magnata e impedi-lo de lucrar com um plano para invadir o Fort Knox - e destruir a economia mundial.

Consenso da crítica: 007 Contra Goldfinger é onde James Bond, como o conhecemos, entra em cena: ele apresenta uma das frases mais famosas de 007 - "Um martini. Batido, não mexido” - e uma ampla gama de acessórios, que acabaram se tornando a marca registrada da série.

Agora, além de marcar presença no Instagram, Facebook e Youtube, a Ingresso.com também está no Telegram! Faça parte do nosso canal oficial e fique por dentro das últimas notícias sobre o universo do cinema e da cultura pop - acesse t.me/ingressocom e participe!

ver todas as notícias